Natássia do País do Gelo

Mangás
Natássia do País do Gelo

Natássia do País do Gelo

"THE CYGNUS STORY: Kori no Kuni no Natasha"

Lançamento em tankobon no Japão: 10 de Novembro de 1988; no Brasil: Fevereiro de 2013 (Editora JBC)

Introdução

A saga dos Guerreiros Azuis (Blue Warriors) é uma história solo do personagem Hyoga de Cisne. É uma história curta, lançada logo após o término da Fase Santuário clássica. Infelizmente nunca ganhou adaptação em anime, embora alguns elementos foram utilizados e aproveitados na Saga de Asgard e no filme A Grande Batalha dos Deuses.

No mangá brasileira da Conrad, a história está localizada no volume 22. Já no mangá tankobon da JBC, o fã encontra esta história no volume 13 (o mesmo da edição japonesa também).


A História

No meio de uma tempestade de neve, no Leste da Sibéria, Hyoga, pensativo, é surpreendido pela chegada de quatro homens misteriosos.

Homem: Finalmente você chegou Hyoga.

Outro Homem: Demorou tanto... Até parecia que estava com medo.

Hyoga: Quem são vocês para exigir que eu venha a um lugar deste? Aqui começa o território das geleiras eternas, onde não nasce um flor sequer.

Homem: Nós moramos aqui Hyoga.

Outro Homem: Viemos das terras do Graad Azul...

Hyoga: Terras do Graad Azul? Mas é impossível! Sempre ouvi que o povo daquelas terras desapareceu séculos atrás, após um período de frio extremo...

Homem: Pelo visto alguns de nós sobreviveram...

Outro Homem: Somos Guerreiros Místicos, sabe?

Alexei é o líder dos Blue Warriors que vivem nas terras do Graad Azul!
Alexei é o líder dos Blue Warriors que vivem nas terras do Graad Azul!

Os Guerreiros retiram suas capas e deixam a mostra as suas Armaduras reluzentes.

Alexei: Somos os Cavaleiros do Gelo, os Cavaleiros Azuis (Blue Warriors)!

Hyoga: Meu mestre me falou sobre os cavaleiros do gelo... disse que são os guerreiros mais poderosos da mitologia nórdica... mas ele não disse que estavam vivos.

Alexei: Hyoga, nós precisamos da sua força. Junte-se a nós!

Hyoga: Mas eu sou um Cavaleiro do Zodíaco.

Alexei: Se recusar, teremos que te matar.

Hyoga: Matar? Ora... Vocês são meio arrogantes não acham?

Homem: Mestre Alexei...

Alexei: Por favor, não interfiram.

Hyoga: Alexei... ou seja la quem for... pelos meus cálculos, seu plano é invadir e dominar todo o hemisfério sul. Os Cavaleiros do Zodíaco te preocupam. Por isso tentou se aliar a mim...

Alexei: Já que entendeu tudo, não tenho mais nada a dizer!

Hyoga: Pó de Diamante!!!

Alexei continua ileso.

Hyoga: O que? Ele foi atingindo em cheio pelo Pó de Diamante e nem vacilou...

Alexei: Hyoga, nós vivemos há anos nestas terras geladas. Você espera me impressionar com seu friozinho de nada? Vou repetir mais uma vez: junte-se a nós ou vai morrer.

Hyoga: Aah... (Hyoga sem saber o que fazer)

Alexei dispara o seu poderoso golpe Impulso Azul!
Alexei dispara o seu poderoso golpe Impulso Azul!

Alexei: O silêncio é a sua resposta? Impulso Azul!!!

Hyoga é seriamente atingido.

Em Graad Azul...

Hyoga está em um sono profundo num cárcere sombrio.

Ele é acordado por uma moça que abre a porta.

Hyoga: Ouh...

Moça: Ah... até que enfim você acordou!

Hyoga: Quem... quem é você?

Moça: Eu sou Natássia, filha do Senhor das terras de Graad Azul.

Hyoga: Natássia?

Natássia: Isso mesmo. Por que?

Hyoga: Não é nada. Obrigado por cuidar de mim.

Natássia: Na verdade eu lhe devo desculpas pelo meu irmão!

Hyoga: Seu irmão? Então você é irmã do Alexei.

Natássia: Isso mesmo, Hyoga. Por favor, proteja meu pai de meu irmão!

Hyoga: Como é?

Natássia: Se Alexei voltou de Graad Azul, é para matar meu pai.

Hyoga: Matar?

Natássia: Nosso pai, Piotr, reuniu todo o nosso povo e decidiu não expandir o reino, pra evitar qualquer conflito. Mas Alexei não concorda e acha que devíamos viver como grandes soberanos, senhores de muitas terras, meu pai expulsou Alexei faz cinco anos.

Natássia: Hoje ele voltou ao comando dos Guerreiros Azuis. Tenho certeza que Alexei quer se livrar do meu pai e tomar seu lugar. Hyoga... Por Favor! Você é a única pessoa capaz de vencer meu irmão e seus guerreiros. Não deixe Alexei matar meu pai! Se isso acontecer, vou me matar. Eu suplico...

Hyoga: Natássia...

Alexei não exita e com um golpe só mata o seu próprio pai, Piotr!
Alexei não exita e com um golpe só mata o seu próprio pai, Piotr!

Enquanto isso, Alexei acaba com seu próprio pai com um golpe que corta a cabeça dele ao meio!

Alexei: Velho senil... Se continuasse governando assim, nosso povo morreria nestas terras geladas! Chegou a hora de levar nosso povo ao lugar que merece. Quem se opuser a mim será eliminado sem a menor hesitação!

Guarda: Mestre Alexei.

Alexei: Hyoga já acordou?

Guarda: Sim.

Alexei: Ótimo.

Hyoga, sozinho em sua cela, se lembra das palavras de Natássia...

"...Por Favor! Você é a única pessoa capaz de vencer meu irmão e seus guerreiros. Não deixe Alexei matar meu pai! Se isso acontecer, vou me matar. Eu suplico..."

Hyoga pensa...

"Calma, Natássia. Por maior que seja a ambição, ela não vai fazer um filho assassinar o pai."

De repente um tijolo cai no chão.

É o pequeno Jacob, que fez um buraco na parede e se debruça pra dentro da cela.

Hyoga fica pensativo ao relembrar o pedido feito pela Natássia!
Hyoga fica pensativo ao relembrar o pedido feito pela Natássia!

Jacob: Hyoga! Sou eu, Hyoga. He He He!

Hyoga: Jacob?

Jacob: Ahhhh! (Ele cai no chão)

Hyoga: O que faz aqui?

Jacob: Ai, Ai... Sou eu que te faço essa pergunta. Você sumiu sem avisar. Todo mundo está te procurando, nossa vila entrou em pânico.

Hyoga: Que? O que houve?

Jacob: Chegaram uns homens que se dizem "Guerreiros de Gelo". Eles semearam o pânico e tomaram o controle da vila!

Hyoga: Por quê? O que aconteceu em Kohoutek?

Jacob: Os Cavaleiros do Gelo apareceram, detruiram tudo no caminho e disseram que nossas terras são deles, se a gente não for embora, eles matam todo mundo!

Hyoga: O quê? Droga... se eu tivesse minha armadura...

Jacob: Foi o que pensei. Por isso eu a trouxe aqui, ó!

Hyoga: É mesmo? A armadura do Cisne!!!

Alexei chega.

Jacob só teve tempo de partir pelo pequeno buraco que havia feito no muro...

Alexei: Já acordou, Hyoga? Saiba que poupei você porque quero lhe dar uma segunda chance. Já resolveu se juntar a nós?

Hyoga: Já não disse que sou um cavaleiro de Atena? Prefiro morrer a me juntar a invasores.

Alexei: Bem... você é um grande guerreiro. Que pena (Ele se retira)

Hyoga: Espere, Alexei!

Alexei: Você quer que eu te poupe?

Hyoga: Não. Sua irmã Natássia está muito preocupada. Por favor, eu peço: não mate seu pai.

Alexei: É tarde demais. Eu já parti aquele velhote no meio.

Hyoga: O quê?

Alexei: Não devia se surpreender, Hyoga. De qualquer jeito, você vai ter o mesmo destino.

Hyoga: Espere, Alexei! Se sua irmã souber disso, vai se matar! Alexei! Preste atenção no que eu disse! Sua irmã vai morrer quando souber disso!

Os Guerreiros de Gelo intervêm ao passo que Alexei se distancia da cela de Hyoga.

Guerreiros: Sabe o que vai acontecer se a gente te largar no deserto gelado? Os cristais de gelo vão cobrir seu corpo, e você morrerá de frio em menos de três minutos. Você não vai passar de um bloco de gelo.

Hyoga: Aaahhhh...

Ele se irrita e rompe as correntes que lhe mantiam atado.

Guerreiros: O quê? Ele quebrou as correntes!

Jacob intervêm, atraido pelo barulho, aparece no buraco feito por ele mesmo.

Jacob: Hyoga!

Hyoga veste a sua armadura de bronze de Cisne para lutar!
Hyoga veste a sua armadura de bronze de Cisne para lutar!

Hyoga veste sua Armadura.

Guerreiros: Desde quando essa armadura está aí? Não importa! Ataquem!

Hyoga: Kholodnyi Smerch!!!

Jacob: Hyoga!

Hyoga: Jacob! Vá procurar Natássia!!!

Jacob: Hyoga!

Hyoga mata os guerreiros do gelo e vai ao encontro de Alexei.

Hyoga: Espere, Alexei!

Guerreiros: Mestre?

Alexei: Fiquem aqui. Eu cuido disso. Hyoga, você consegue ser piedoso? Inclemente a ponto de matar qualquer um?

Hyoga: Eu posso ficar assim... se for necessário pra matar você!

Alexei: Que belas palavras! Não senti a menor hesitação!

Hyoga: Pó de Diamante!!!

Alexei é seriamente atingido e jogado contra a parede.

Alexei: Que... Não é o mesmo frio.

Guerreiros: Mestre!!!

Alexei: Impulso Azul!!!

Hyoga bloqueia o ataque com apenas uma mão.

Alexei: Impossível... ele conteve meu ataque com uma só mão.

Hyoga: Alexei! como pode matar seu próprio pai só pra conquistar terras que nunca foram suas? Vai pagar por isso com a vida!!! EXECUÇÃO AURORA!!!

Guerreiros: Mestre!!!

Alexei: Não se aproximem! Eu não sabia... que a energia cósmica do Hyoga era tão grande. Esse foi o zero absoluto?

Hyoga: Meu mestre ensinou os segredos da força das geleiras eternas. Além disso, quanto maior minha determinação, mais meu cosmo se eleva.

Jacob chega nesse momento.

Jacob: Hyoga! Aconteceu uma coisa terrível! Natássia saiu sozinha no meio da nevasca!

Hyoga: Não!!! Ela não viverá mais que três minutos!!!

Alexei, do outro lado, parece igualmente atônito.

Alexei: Natássia!!!

Depois que chegaram onde Natássia estava, Hyoga e Alexei descobrem a pobre Natássia trancada em um caixão de gelo gigante... os dois ficam pasmos!

Alexei: Idiota! Por que você fez isso? Natássia!!!

Hyoga: Saia da frente, Alexei!

Alexei: Hyoga.

Hyoga utiliza seu Cosmo para quebrar o caixão de gelo, e em seguida toma a jovem Natássia em seus braços.

Alexei: Natássia!!!

Hyoga: Ela está respirando... ainda podemos salvar ela.

Eu perdi minha mãe... e ela se chamava Natássia!
Eu perdi minha mãe... e ela se chamava Natássia!

Alexei, chorando, toma Natássia, ainda inconsciente, em seus braços.

Alexei: Natássia... eu sinto muito... por favor, perdoe-me...

Hyoga: Vamos voltar pra casa, Jacob.

Jacob: Vamos.

Hyoga e Jacob se distanciam...

Alexei: Espere, Hyoga! Por que você não me matou?

Hyoga: Pra você poder meditar sobre o que fez pro resto da vida. Mas acima de tudo, eu não queria eliminar o último motivo que Natássia tem pra viver. Além disso... eu perdi minha mãe... e ela se chamava Natássia.

Do Cvidanija...


voltar para o topo da página

última atualização realizada em: 28/04/2017